O Instituto Franklin e o Discovery Times Square fizeram um acordo de exclusividade com a Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) para a exposição Manuscritos do Mar Morto: Vida e Fé em tempos bíblicos.

Estreando em 28 de outubro no Discovery New York City de Times Square, esta nova exposição apresenta a mais completa coleção de artefatos antigos de Israel jamais organizada – incluindo uma das maiores coleções dos inestimáveis Manuscritos do Mar Morto de 2000 anos de idade e uma pedra de três toneladas do Muro das Lamentações de Jerusalém.

Após a sua estréia Nova York, a exposição vai viajar para o Instituto Franklin de Filadélfia onde permanecerá por 5 meses até maio de 2012.

Os Manuscritos do Mar Morto foram descobertos e desenterrados de cavernas na costa noroeste do Mar Morto entre 1947-1956.

Considerados entre as maiores descobertas arqueológicas do mundo, os Pergaminhos contêm as cópias mais antigas conhecidas da Bíblia hebraica.

A exposição  incluie partes dos livros bíblicos como Gênesis, Salmos, Êxodo, Isaías e outros.

Os artefatos e pergaminhos proporcionam um olhar cativante e intrigante para um dos períodos mais influentes da história – incluindo o surgimento do antigo Israel eo nascimento do judaísmo e do cristianismo na Terra Santa.

Os visitantes terão a oportunidade de ver muitos objetos recém-descobertos na Terra Santa juntamente com os Pergaminhos.

A exposição mostra mais de 500 objetos do Período bíblico ao Bizantino em Israel, muitos objetos são de recentes escavações arqueológicas em Jerusalém nunca foram exibidos antes.

Os objetos em exposição incluem restos de artigos religiosos, armas de guerra, esculturas em pedra, tecidos e belos mosaicos, juntamente com itens domésticos comuns, como jóias e cerâmicas.

Além disso, a exposição conta com uma recriação de uma parte do Muro das Lamentações incluindo uma pedra autêntica de três toneladas do Muro.