No último dia 21 de setembro de 2011, em Brasília, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aprovou a proposta da Pastoral da Criança de envolver Muçulmanos e Cristãos em celebração para homenagear Maria. O evento será dia 24 de março de 2012, em Foz do Iguaçu, local da tríplice fronteira e com ampla comunidade muçulmana.

Além do louvor à Maria, o encontro será uma oportunidade para os líderes da Pastoral da Criança e famílias acompanhadas conhecerem temas inspiradores dos exemplos de Maria, como a visita às gestantes (Maria visita sua prima Izabel) e o cuidado com a gravidez desde a concepção. O evento também visa colaborar para a Paz entre os povos e fiéis das duas maiores religiões mundiais e servir de referência para a Pastoral da Criança Internacional atuar em países de maioria muçulmana, especialmente na África e Ásia.

A organização do evento pretende contar com o apoio local das duas religiões, a participação da  Pastoral da Criança, do secretário geral do movimento Religions for Peace, Wiliam F. Vendley, e Mohammad Sammak, secretário geral do Comitê para o Diálogo Cristão Muçulmano. “Estou pronto para ir onde a abençoada Maria quer que eu vá… para o Brasil e além… gosto de ver que comunidades cristãs e muçulmanas compartilham o amor de Maria e aqui ganham bênçãos”, ressaltou Mohammad Sammak em resposta ao convite feito pela Pastoral da Criança para auxiliar na organização.

Juntamente com a homenagem acontecerá o encontro da coordenação Nacional da Pastoral da Criança com os coordenadores diocesanos e estaduais das regiões Sul e Centro-Oeste e a reunião do conselho executivo Mundial do Dia de Oração e Ação pela Criança, com representantes do Japão, Índia, Europa, Estados Unidos, Oriente Médio e Brasil.

Já estão confirmadas as presenças do cardeal dom Geraldo Agnelo, vários bispos do Paraná, o vice-governador do Paraná e membros do Conselho Executivo Mundial do Dia de oração e Ação pela Criança.

Antecedentes no Islamismo

O Alcorão menciona a Virgem Maria (Mariam) em 34 locais em 12 capítulos. No Líbano, essa celebração acontece desde 2010, com feriado oficial.

CNBB