Uma vida reclusa, com horários fixos para comer, dormir, rezar, trabalhar

coro da capela do Mosteiro de Nossa Senhora das Graças

Lugar de simplicidade e desapego material, silêncio e espiritualidade. Para quem está do lado de fora, os mosteiros simbolizam um mistério contemporâneo – quase nunca temos a chance de entender o que leva as pessoas a optarem pela vida religiosa. Talvez essa reportagem do quadro – História da cidade – nos ajude a entender um pouco desse universo.

Fomos visitar o Mosteiro Nossa Senhora das Graças, no bairro Vila Paris (Belo Horizonte – MG), próximo ao São Bento, onde vivem 50 monjas. Foram dois longos dias de gravação – em um deles, nossa equipe acompanhou o nascer do sol para seguir o ritmo das tarefas diárias do Mosteiro. Mostramos as monjas em atividades artísticas que exigem extrema habilidade, como a cerâmica e a confecção de cartões manuscritos. Temos belos depoimentos das senhoras mais antigas no mosteiro e também de noviças, explicando como decidiram abrir mão de valores e sonhos “comuns”.

Assista ao Vídeo: http://www.redeminas.mg.gov.br/historias-da-cidade/blog/hist%C3%B3rias-da-cidade/mosteiro-s%C3%A3o-bento