Muito antes da internet estar presente em nossas vidas diariamente e muito antes até do rádio, o jornal impresso já estava incorporado em nosso cotidiano. Este veículo de comunicação tão importante durante muito tempo foi a única porta entre o mundo e as pessoas. Ler um jornal era como abrir uma imensa janela para ver o mundo.

O jornal O Estado de S. Paulo é hoje o jornal diário mais antigo em circulação nas ruas paulistanas e também um dos mais antigos do Brasil. Atualmente o jornal está presente no cotidiano de seus leitores não só através da mídia impressa, como também na internet e nos novos dispositivos de leitura como smartphones e o iPad.

Direção e administração do jornal, na Praça Antonio Prado

Atualmente também tornou-se muito fácil saber quem está por trás de um jornal. Uma pesquisa na internet com o nome deste ou daquele jornalista rapidamente encontramos quem são estas pessoas. Outros, mais conhecidos, se fazem presentes com suas figuras estampadas nas colunas do jornal. Tudo muito rápido, fácil e moderno.

Se hoje é tudo muito simples, acessível, no passado a história era bem diferente. Quem eram as pessoas que trabalhavam no jornal O Estado de S. Paulo no início do século XX ? Onde era a sede do jornal ? Como eram a redação, a linotipia e a gráfica ? Se estas perguntas deixam você curioso, as próximas fotografias irão lhe mostrar o dia a dia deste grande jornal paulista no final dos anos 1910. Com vocês, o cotidiano do Estadão entre 1917 e 1918.

A SEDE:

São Paulo não era uma metrópole tão grande como a que temos nos dias de hoje, mesmo assim a cidade já esboçava uma agitação que só iria aumentar com o passar dos anos. Hoje o jornal tem sua sede na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, no bairro do Limão mas nos primeiros anos do século passado o Estado de S. Paulo ficava na região central da cidade, na Praça Antônio Prado.

Na fotografia acima é possível notar que a cidade já está em um ritmo frenético parecido com o dos dias de hoje, podemos notar pessoas elegantes nas ruas e a curiosidade de que o mesmo prédio do Estadão era ocupado pela empresa Light & Power.

Porém, este não era o único endereço do Estadão. Em 1907 com o crescimento do jornal foi possível dar início a construção de um novo prédio, exclusivo, onde seriam realizados a composição, revisão, impressão e distribuição do periódico. A nova sede seria inaugurada em 1909 na rua 25 de Março.

Edifício do Estadão, na rua 25 de Março

Um jornal deste porte, com sede administrativa e parque gráfico separados demandava de muitos funcionários. Eram jornalistas, escritores, contadores e operários que eram responsáveis em produzir o jornal que chegava nas mãos das pessoas diariamente.

Um jornal do porte do Estado de S. Paulo não poderia existir se não fosse a grandiosidade daqueles que dirigiam este importante veículo de comunicação. Os passos destes homens, quase um século atrás, foram fundamentais para o que hoje ele representa na sociedade brasileira.

Julio de Mesquita

Fonte: http://www.saopauloantiga.com.br/por-dentro-do-estadao/