Local é considerado o ponto histórico da fundação da cidade de São Paulo

Pateo do Colegio - Cristiane Carbone

O Pateo do colégio, local – onde se deu a origem da cidade de São Paulo, pelos Jesuítal Pe. Manuel da Nóbrega e Beato José de Anchieta – depois de passar por uma intervenção artística, em Outubro de 2009, apresenta um novo site. o Responsável pela idealização é o diretor do Pateo Pe. Carlos Alberto Contieri, acrescentou os “amigos do pateo”, valorizando o trabalho dos leigos e os benfeitores.

Para os desprovidos de informação, a atual igreja do Páteo do colégio, tendo como padroeiro o Beato Anchieta, não é a construção original.

Quando da chegada dos Jesuitas ao planalto de Piratininga, construiram uma espécie de choupana a qual tinha diversas funções: servia de igreja, refeitório, dormitório, sala de estudos e catequese. À frente da primitiva construção, fincaram um cruzeiro.

Anos posteriores, foi construida uma igreja mais condigna com a missão, e o colégio, propriamente dito.

Com a expulsão dos jesuítas pelo Marques de Pombal na segunda metade do Século XVII, o local passou para os cuidados da diocese, então recentimente criada.

No final do Século XIX e início do Século XX, o prédio, muito deteriorado foi demolido. No mesmo local foi construido o Palácio do Governo do Estado de São Paulo. vale lembrar, ainda que as dependências do colégio já erám utilizadas como sede do governo.

Numa grande luta pelo retorno dos Jesuítas ao local, os alunos e ex-alunos do Colégio Saõ Luiz, localizado na Av. Paulista e pertencente aos jesuítas, formaram uma comissão pró – pateo do colégio.

Em 1979 foi construída a atual construção da igreja do pateo do colégio, pelo prefeito de São Paulo Olavo Setubal, sendo terminada em 1980, com os mesmos moldes da construção existente até o Século XIX.  Uma cópia perfeita.

O Pateo do Colégio abriga Igreja, museu e café.

Não deixem de visitar o novo site do Pateo do Colégio

www.amigosdopateo.com.br