“Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um” (Mt 13,8).

A parábola do semeador serve bem para ilustrar a história da maior rede de TV católica do mundo

A Rede de Televisão Palavra Eterna (Eternal Word Television Network-EWTN), também conhecida como Rede Católica Global ou simplesmente a cadeia de televisão da Madre Angélica, surgiu em 15 de agosto de 1981, nos Estados Unidos. Da mesma forma que outros veículos de comunicação católicos, no Brasil e no exterior, a criação da EWTN pode ser considerada uma obra da Divina Providência.Antes de fundar a Rede de Televisão da Palavra Eterna, Madre Angélica atuou através de outros meios. As obras da monja clarissa começaram em 1961, quando chegou à cidade de Irondale, no estado do Alabama (EUA), para fundar o Mosteiro de Nossa Senhora dos Anjos. Em 1971, a freira começou a oferecer aulas sobre a Bíblia, na cidade de Birmingham, também no Alabama. Já em 1972, por causa da grande procura pelas lições bíblicas da madre, foram publicados os primeiros cadernos com as cópias escritas dos estudos da Palavra de Deus.

Os primórdios da EWTN começaram em 1978, quando Madre Angélica visitou um estúdio de TV em Chicago, Illinois, e recebeu a inspiração de iniciar um apostolado próprio na televisão. Quando entrou no pequeno estúdio, a religiosa pensou “não se necessita tanto para chegar às massas” e, ainda em pensamento, pediu “Senhor, eu quero ter um desses”. Em seguida, refletiu melhor e disse para si mesma “que quero eu com isso”.

A primeira tentativa da madre na televisão foi considerada por ela mesma como “um desastre total”. Madre Angélica gravou uma fita em uma produtora. O cenário era simples, a iluminação muito intensa, as câmeras mal posicionadas, além do aúdio ser alto demais. Apesar dos problemas, as irmãs do mosteiro incentivaram a madre a tentar uma outra vez. Ainda em 1978, a monja franciscana gravou a primeira série (Nossa Ermida), em um estúdio local em Birmingham. A produtora CBN (Christian Broadcasting Network), ao ver a gravação, solicitou a madre que fizesse sessenta episódios adicionais da série.

No mesmo ano, depois de gravar dezessete capítulos da segunda série, “Em suas Sandálias”, Madre Angélica confrontou o gerente da emissora local que transmitia seu programa. O motivo do confronto era que a estação iria exibir um filme, chamado A Palavra, que a religiosa considerava blasfemo, pois apresentava Cristo como um falso profeta. Como o gerente não cedeu e quis transmitir a película, a madre resolveu sair do canal. Antes, porém, o responsável pela estação disse para a freira que, se ela saísse daquela emissora, o trabalho da madre na televisão estaria acabado. A regiliosa respondeu para o gerente que só precisava de Deus e que construiria seu próprio estúdio.

Na garagem do mosteiro, Madre Angélica, as demais religiosas e alguns trabalhadores, construíram um estúdio de televisão. Em 1979, com uma produtora montada e com programas exibidos em diversas emissoras, a monja franciscana sentiu a necessidade de criar uma emissora própria e, assim, manter uma presença católica estável na televisão, já que as outras estações exibiam as séries da madre e depois arquivavam as produções.

Em 1980, Madre Angélica encomendou um disco de satélite e solicitou uma licença à Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês), que é a agência federal dos Estados Unidos responsável por permitir as transmissões de sinais. Ainda no mesmo ano, a freira pediu a bispos que a enviassem programações para uma possível exibição. Em 1981, a FCC concedeu a licença para a transmissão da EWTN, a primeira permissão para um mosteiro.

Em 15 de agosto de 1981, entrou no ar a Eternal Word Television Network (EWTN), com quatros horas diárias de programação e um alcance de 60 mil casas. Exatamente dois anos depois, ocorreu a primeira transmissão de um programa ao vivo. Em 1986, a emissora estendeu a programação para seis horas. No ano seguinte, a TV a cabo já possuía dez milhões de assinantes, com uma programação de 24 horas, nos sete dias da semana.

Em 1989, a EWTN começou a exibir alguns blocos de programas em espanhol. Em 1991, a emissora já atingia 22 milhões de assinantes. Depois da televisão, a Rede da Palavra Eterna lançou, em 1992, uma estação de rádio (Rádio Católica Mundial) com um alcance potencial de 600 milhões de ouvintes. Em 1995, a EWTN lançou seu primeiro serviço internacional de satélite para a América Latina, através do Intelsat 601. Nessa época, a emissora alcançava 40 milhões de casas. No mesmo ano, com a visita do Papa João Paulo II à ONU, a rede da Madre Angélica ofereceu ao público uma extensa cobertura ao vivo por rádio, televisão e internet.

Em 1996, a EWTN lançou um serviço mundial de rádio AM/FM em inglês e espanhol, enquanto o sinal da TV chegava a 50 milhões de lares. No mesmo ano, houve o lançamento da transmissão em espanhol 24 horas por dia. Já em 2001, com 20 anos, a televisão da Madre Angélica chegava a 70 milhões de domicílios em 79 países e 10 territórios. Dois anos mais tarde alcançava 85 milhões de lares, em 110 nações e 16 territórios, através do sistema a cabo e de repetidoras. Segunda a fundadora da EWTN, Madre Angélica, a missão da rede é “propagar a Palavra de Deus e comunicar a todo o mundo que Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida”.

No Brasil, a EWTN está disponível na Telefônica Tv Digital ou pela internet.

Madre Angélica - Fundadora da EWTN

Quem é Madre Angélica?
 
Madre Angélica nasceu com o nome de Rita Antoinette Francis Rizzo, em 20 de abril de 1923, na cidade de Canton, estado de Ohio, nos Estados Unidos. A jovem era descendente de imigrantes italianos, filha única de pais separados, tinha uma saúde frágil e baixas notas escolares. Ingressou na vida religiosa em 15 de agosto de 1944, como monja franciscana de clausura do Santíssimo Sacramento, em Cleveland, também em Ohio. Em 1970, o nome da ordem a qual a madre é membro mudou para Clarissas Pobres de Adoração Perpétua (PCPA, na sigla em inglês). Em 1962, fundou o Mosteiro de Nossa Senhora dos Anjos, em Birmingham, Alabama, onde apenas 2% da população era católica. Em 1981, criou a EWTN. Em 2001, Madre Angélica sofreu um derrame cerebral, que afetou os dois lados do cerébro e limitou sua capacidade de falar, além de causar perda de memória. Segundo Raymond Arroyo, que escreveu a biografia da madre, ela continua sua missão, mas em silêncio.
 
Madre Angélica já escreveu vários livros, recebeu títulos de Doutora Honoris Causa, entre outras premiações. Em outubro de 2009, o Papa Bento XVI concedeu a ela o prêmio Pro Ecclesia et Pontifice, maior honraria que o Santo Padre pode outorgar a leigos e religiosos.
 
No Brasil há várias TVs católicas que vem ganhando destaque pela programação variada, sem perder o foco da evangelização.

Eis a lista de algumas TVs católicas brasileiras:

  • TV 3º Milênio (Maringá-PR);
  • TV Aparecida (Aparecida-SP);
  • TV Canção Nova (Cachoeira Paulista-SP);
  • TV Diocese (Rio Branco-AC);
  • TV Fraternidade – RS;
  • TV Horizonte (Belo Horizonte-MG);
  • TV Imaculada Conceição (Campo Grande-MS);
  • TV Nazaré (Belém-PA);
  • TV Século 21 (Valinhos-SP);
  • Rede Vida (São José do Rio Preto-SP);
  • UCG TV (Goiânia-GO);
  • TV PUC (Campinas-SP);
  • TV Pato Branco;
  • TV Lumem PUC – (Curitiba -PR);
  • TV Arautos;
  • TV Imaculada;
  • TV PUC (São Paulo – SP);
  • TV Rio Claro;
  • TV PUC – RIO (Rio de Janeiro).

Algumas TVs Católicas Internacionais:

  • Centro de Televisão Vaticano;
  • EWTN – A maior rede de TV católica do mundo (em inglês, espanhol e alemão) ;
  • KTO (França);
  • TV Gloria Internacional;
  • Monte María (México);
  • Nueva Imagem (Argentina);
  • Padre Pio TV (Itália);
  • Catholic TV (EUA);
  • TV Universidad Católica (Venezuela);
  • TV Canção Nova Internacional (Portugal e Itália).