Evento realizado pelo Mosteiro teve como assessora a Profª Drª Roseli Santaella Stella

Entre os dia 11, 12 e 13 de Abril aconteceu no Mosteiro de São Bento, em São Paulo o curso “A expressão da dor na arte sacra barroca”. O curso foi ministrado pela Profª Drª Roseli Santaella Stella, abordando os vários aspectos da dor na arte sacra barroca de vários países, especialmente os ibéricos.

No primeiro dia foram expostas, de maneira geral, os aspectos característicos do barroco, seu surgimento e influência no mundo.

Dando continuidade ao curso, o segundo dia foi explêndido, dando ênfase ao grande mestre do barroco italiano, Bernini, exibindo o filme produzido pela BBC de Londres, com a obra em destaque, “O extase de Santa Teresa”. Ainda aqui, foi apresentado o barroco espanhol, sendo este, muito descutido.

Profª Roseli com os monges do mosteiro

Ao final do Curso, em seu último dia, o barroco brasileiro foi apresentado em obras e filmes. Aleijadinho e os artistas das Minas Gerais foram o grande destaque.

Durante o curso foi explicado que o barroco, como escola artística, ainda possui adeptos, tanto no Brasil, quanto na Espanha. No Brasil vale destacar o trabalho do artísta mineiro Hélio Petrus, de Mariana.

O curso atraiu mais de 50 pessoas que acompanharam com atenção todo o desenvolvimento do projeto oferecido pelo Mosteiro de São Bento, tendo o apoio das Edições Loyola, do Museu de Arte Sacra de São Paulo e do Grupo Paulista de Arquitetura e Arte Sacra.

O curso faz parte da exposição “As Dores” com imaginária Sacra Barroca de Nossa Senhora das Dores, aberta no Mosteiro até Domingo de Páscoa, 24 de Abril de 2011.

Em breve publicaremos o texto-base do curso e daremos continuidade no próximo semestre.

__________________________________________________________

Profª Roseli  Santaella Stella fará parte da comitiva que participará do XIII Festival Internacional de Escultura em Caldas da Rainha, Portugal.

Veja reportagem na íntegra:

Festival vai valorizar a arte da pedra mineira Tradição retomada há 40 anos em Coronel Xavier Chaves, confecção de esculturas em gnaisse e pedra-sabão será mostrada em segunda edição de festival internacional no Campo das Vertentes

Gustavo Werneck – Estado de Minas – 14 de Abril de 2011

Rochas que se transformam em arte, geram empregos e fortalecem a identidade do município. Coronel Xavier Chaves, na Região do Campo das Vertentes, a 174 quilômetros de Belo Horizonte, vai promover, em julho, o II Festival Internacional de Esculturas em Pedra, uma iniciativa que rendeu bons frutos em 2009 e quer ganhar mais visibilidade na nova versão. Na cidade de 3,3 mil habitantes, cerca de 60 artesãos se dedicam às esculturas feitas em gnaisse e pedra-sabão, numa tradição retomada há quatro décadas. Das mãos criativas e ágeis de homens e mulheres, saem animais, arcanjos e querubins, pias batismais, imagens de santos, bustos e fontes decorativas para interiores de residências e espaços abertos, como jardins e varandas.

Certo da importância da atividade, o prefeito Helder Sávio Silva segue para Portugal, dia 27, a fim de conferir o festival promovido em Caldas da Rainha, referência no setor e em sua 13ª edição. Na comitiva, estarão técnicos do Sebrae/MG e a historiadora de Tiradentes, na mesma região, Roseli Santaella Stella. “Vamos fortalecer a atividade e a identidade em Coronel Xavier Chaves, conhecida como ‘cidade das pedras’, a exemplo dos municípios vizinhos. Resende Costa é famosa por sua tecelagem; Lagoa Dourada tem o rocambole; São Tiago, os biscoitos; Prados, artesanato em couro; Tiradentes, a gastronomia; e São João del-Rei, a cultura de maneira ampla”, diz Silva. Para ele, a atividade é fundamental na divulgação do município e na promoção da melhoria da renda dos artesãos. O evento terá apoio do Consulado de Portugal.

Logo na entrada da cidade, que fica na Estrada Real e no Circuito Trilha dos Inconfidentes, os visitantes podem apreciar a imagem de Nossa Senhora da Conceição, em gnaisse e com cinco metros de altura. Olhando a peça sacra, o prefeito destaca que pretender intensificar o intercâmbio entre a Prefeitura de Coronel Xavier Chaves e a Câmara Municipal de Caldas da Rainha para desenvolvimento de projetos culturais durante o II Festival de Esculturas em Pedra e a participação de nomes internacionais.