Monumento Paulistano atravessa continentes para anunciar o desejo de Paz

Um dos monumentos mais importantes da História contemporânea de São Paulo é o Marco da Paz. O “Marco da Paz” é um monumento único no gênero. Foi criado, entre outras coisas, para inspirar na Humanidade a importância da Cultura da Paz, para que, nas nossas futuras gerações, ele seja a realidade que buscamos de um mundo melhor.

Marco da Paz - Pateo do Collegio, São Paulo

Sua realização ( desde a criação e construção em 1999, e sua inauguração em 25.12.2000 ) contou com o apoio da A.C.S.P. – “Associação Comercial de São Paulo” e teve como idealizador o Sr. Gaetano Brancati Luigi.

Este monumento, apesar de ter sido inaugurado há poucos anos, já atravessou nossas fronteiras, levando através destas, sua essência e mensagem de Paz e Fraternidade, entre os povos.

O primeiro Marco da Paz, hoje instalado no “Pateo do Collegio” ( berço da Cidade de São Paulo ), é visitado diariamente por turistas do mundo inteiro que fazem questão de tirar fotos com os pés sobre a placa de bronze de seu Continente, além de crianças e jovens estudantes

A “2ª Grande Guerra” como ficou conhecida, que abrangeu metade da década de 40, transformara a Europa em um cenário de fome, pavor, medo e insegurança, fazendo com que os homens (pais, maridos, filhos) deixassem seus lares, suas famílias, antes mesmo da guerra iniciar , para atender ao chamado do exército. Em meio a esse panorama de medo, cresce o pequeno Gaetano Brancati Luigi.

Gaetano Brancati Luigi, idealizador do Marco da Paz

Luigi era uma criança triste, com medo de crescer. Crescer significava ir para a guerra, não voltar para casa ou só voltar mutilado. Esse pensamento era um tormento. A vida tinha altos e baixos, a necessidade era uma constante em tempos de guerra. Embora pequeno, Luigi, lembra que durante a guerra a presença mais forte era sonhar com a América*, pois representava o paraíso da vida.

Quando seu pai fora chamado pelo exército era pequenino, lembrava vagamente do pai. Tinha vontade de saber sobre seu pai, mas evitava perguntar à mãe, pois via o sofrimento em seus olhos quando falava dele.

Na província em que vivia o barulho aterrorizante dos aviões lembrava a todo instante que a paz não existia.

Certo dia, o ruído dos motores dos aviões deu lugar ao toque alegre dos sinos. Num primeiro momento, Luigi assustou-se, estava acostumado ao barulho dos aviões que passavam bombardeando. Subitamente percebeu que o grito das pessoas era de alegria, corriam em direção à Praça do Povo na pequena Orsomarso, Província de Cosenza, Itália, para comemorar o restabelecimento da Paz no Mundo. O garotinho chorou de emoção, sem entender muito bem o que acontecia. Empurrado no meio da multidão, sentiu que naquele momento os anjos estavam presentes anunciando a paz. O pequenino chorou e chorou. Essa música da paz, produzida pelos sinos, marcou profundamente a memória de Luigi. Dai surgiu o Marco da Paz.

Inauguração do Marco da Paz na China

O Monumento encontra-se presente no Brasil em três cidades paulistas: São Paulo (no centro junto ao Pateo do Collegio, no Tatuapé e na Lapa), além das cidades de Aparecida e Bertioga. No exterior, encontra-se no México (nas cidades de Hidalgo, Laguna-Oaxaca e Cidade do México), Argentina (Mendoza), Uruguai (Punta del Este) e na China (em Xialin).

Os projetos de construção de outros Marcos da Paz já estão em andamento em outras cidades brasileiras como Ribeirão Preto, São Carlos, Rio de Janeiro e Salvador. Há projetos também de construção em cidades do mundo todo, como por exemplo:

  • Argentina: Buenos Aires;
  • Itália: Assisi, Roma, Orsomarso, Firenze;
  • Vaticano;
  • Israel: Jerusalém;
  • Suíça: Genebra;
  • Espanha: Barcelona;
  • E mais outros sete países

Visite o Marco da Paz mais próximo e faça seu som ressoar anunciando que precisamos e queremos PAZ!

www.marcodapaz.org.br

Anúncios