Deus e a copa do mundo

Estamos vivendo um momento de muita agitação. A copa do mundo começou e a nossa cidade encontra-se toda enfeitada, esperando chegar ao hexa. Com toda essa agitação corremos o risco de vivermos de uma forma pagã ou até mesmo desnorteados. Toda essa movimentação pode levar muitas pessoas a fazerem festa de um modo errado.

Em tempos de Copa do Mundo o futebol se torna religião e os jogadores deuses

Por que é necessário beber tanto até o ponto de embriagar-se para comemorar a vitória do Brasil? De certo, manifestações errôneas levam a pessoa humana à degradação e à destruição da família. Parece que nada mudou: o mundo político difícil, a violência sempre aumentando, as drogas cada vez chegando com mais facilidade nas mãos dos nossos jovens, etc.
Dizia um filósofo antigo: “Procuro um homem que não vive de forma alienada ou no engano”. Quantas pessoas hoje estão colocando toda a sua segurança nesse acontecimento que, sem dúvida nenhuma, tem o seu merecimento, como diz o próprio Papa Bento XVI: “o futebol ajuda o homem a se autodisciplinar, ensinando-o a colaborar com os outros dentro de uma equipe; esse esporte se converte em um acontecimento universal que une os homens de todo o mundo com um mesmo sentir, com a mesma esperança, temores, paixões e alegrias”. Portanto, não devemos colocar Deus de um lado e a copa do mundo de outro. É momento oportuno para aprendermos a trabalhar em equipe, em comunidade como os 11 jogadores, onde cada qual faz sua parte para vencer a partida. Assim também devemos trabalhar dentro da comunidade.
Para nós, os católicos, o futebol deve ser essa descoberta: seguirmos a Cristo, reconhecendo os valores dos outros, jogando limpo, manifestando a solidariedade, para fazer festa de forma cristã. A alegria é a expressão de uma realização, não passageira como a copa do mundo que passa, mas realização plena da qual nos encontramos como pessoas criadas por Deus para a eterna alegria.
Oxalá toda essa felicidade que estamos vivendo seja um pouquinho daquilo que nos espera quando estivermos na vontade de Deus!

 

Pe. Alessander Capalbo
Paróco Paróquia Santa Maria dos Pobres – Paranoá- DF
Diretor da Rádio Maria Brasília – Brasil
Anúncios