Já faz parte do calendário da cidade de São Paulo os famosos Brunches de Domingo do Mosteiro de São Bento de São Paulo. 

O Domingo no Mosteiro de São Bento é super movimentado por conta da Missa das 10h do Domingo. Sempre lotada, a Missa tem seu ponto alto a beleza eucarística, embalada com cantos gregorianos acompanhados pelo Grande Órgão da basílica. 

 

Sempre no último Domingo de cada mês a movimentação tem um forte aumento, pois o Mosteiro abre as portas de seu refeitório monástico aos paulistanos. Os Brunches são um sucesso. Com sofisticadas iguarias dos monges e da gastronomia de grandes chefs de cozinha de São Paulo, o brunch do Mosteiro tem atraído sempre mais os paulistanos. 

O evento é regado também por atrações de música clássica e contemporârea e exposições de arte sacra barroca e contemporânea, vestes e paramentos litúrgicos

PARA ADQUIRIR OS INGRESSOS: 

Multipla Eventos – (11) 2440-7837

 

Informamos que os brunches passarão a acontecer 2 vezes ao mês. Acompanhe as datas:

Dezembro: 18.

Visite o Mosteiro! Venha para nosso Brunch! 

Matérias sobre os Brunchs do Mosteiro de São Bento de São Paulo:

 

 

Sao Bento Church Monthly Brunch

By Total Sao Paulo staff on 9 February 2011 – http://totalspguide.com/

Those seeking a heavenly experience may already find it in Sao Bento church’s regular Sunday mass, which is accompanied by monks bellowing out Gregorian chants. But come the last Sunday of each month, the spiritual satiation comes with a slightly different slant and arouses the other senses: gastronomical, in the form of a high-brow brunch where indulgence is no sin.

While attending mass isn’t a pre-requisite for the brunch, it’s worth it to see everyone dressed in their Sunday’s best and packed into the pews. But the singing’s the main draw for non-religious types. As people quiet down, you can’t help but imagine the roaring throngs outside when Pope Benedict XVI made his appearance and addressed them from a balcony in 2007.
Though the mass begins at 10 a.m., we could hardly find a seat even at 9:30 a.m. Pretty much exactly on the hour, a group of monks dressed in black robes slowly filed into the church and began their chanting over a hushed crowd as an organ played. The sermon followed, with the monks singing a handful of Gregorian chants in between.

Around 11:30 a.m., brunch-goers make their way down a long hall decorated with sculptures made from cedro-rosa wood by important Brazilian religious artist Helio Petrus and various paintings, past a small theater to the center of the building and into a dining room that looks out into an inner courtyard. The day we went, we passed by two young Chinese-Brazilian girls practicing the zheng in one of the rooms, whose music echoed throughout the building. In the eating area, a saxophonist and guitarist performed classical music.

But that immaculate dining room is exactly where foodies will find their Heaven: Laid out across the tables are dozens of entrees and desserts, from cod and purees to quiches and cheeses, plus different varieties of cakes like lemon pie and chocolate cake. If the spread seems decadent, it is: At R$130 a head, this very well could be a Last Supper that Jesus may of wished he had. A variety of bread and baked goods are available as well—some of which are made by Sao Bento monks and available inside the on-site store inside the church. Everything can be washed down with champagne or coffee and spirits, and waiters walk around refilling diners’ glasses with berry juice and water.

This bacchanalia is for serious eaters only, and the attitude is as such. Maybe it’s why patrons are pre-assigned seats, to keep the small talk down to the important stuff—we chatted with a lawyer and a couple, who all declared they were non-practicing Catholics.
The feast actually dates back to 2007, but the monastery pulled it from the event calendar and only reinstated it later last year. Consistently sold out (as of this publication, tickets for the brunch in March are no longer available), you’ll need to pray for an open seat at the next one, if you can get them early enough. The brunch runs R$130 per person and includes a tour of the grounds at the end. Call Multipla Eventos at 11-2440-7837 to reserve; once they’ve confirmed, you’ll then need to make a bank deposit for the tickets in order to totally secure your place.

Uma das exposições do Brunch

Monges abrem as portas do Mosteiro de São Bento para brunch dominical

Beneditinos querem inaugurar uma nova tradição, sempre no último domingo de cada mês

Por Mariana Barros | 01/09/2010

Todos os dias, por volta de 4 e meia da tarde, o Mosteiro de São Bento, no centro, é envolto em um aroma doce. O cheiro emana dos quitutes recém-saídos dos fornos da padaria, localizada no andar inferior do edifício, onde os monges preparam seus tradicionais pães, bolos e sobremesas. Suavemente, espalha-se pelo hall, pelas salas de reunião, pelo jardim e pelos corredores do colégio e da faculdade que funcionam no complexo. Aos poucos, adentra também na área mais restrita, a clausura, acessada apenas pelos 42 religiosos que ali vivem. A essência, misto de mel, amêndoas, chocolate, canela, maçã e açúcar mascavo, invade quartos, salas de música e refeitório até, finalmente, começar a subir aos céus. A partir deste domingo (29), esse momento celestial poderá ser apreciado não só pelo olfato, mas por todos os cinco sentidos. Iguarias elaboradas pelos monges, hoje vendidas nas lojas do mosteiro e do Jardim Paulista, serão servidas em um brunch no edifício histórico. Criado em 2007, o evento, que não teve periodicidade definida, acabou sumindo do calendário de atividades dos beneditinos. Retorna agora com previsão para ocorrer no último domingo de cada mês, acompanhado por exposição e venda de peças de arte sacra e embalado por música erudita ao vivo. “Estamos inaugurando uma nova tradição”, diz o irmão João Baptista Barbosa Neto, produtor cultural do mosteiro e representante exemplar dessa tendência: ao receber a reportagem, vestia seu tradicional hábito escuro e modernos calçados de borracha Crocs. Além de cuidar da biblioteca e do calendário de atividades, que inclui cursos e palestras, o monge mantém um blog sobre eventos culturais do mosteiro (www.culturageralsaibamais.wordpress.com).

Os quitutes beneditinos serão apenas parte do menu criado pelas chefs Lia e Marcela Tulmann, responsáveis pelo restaurante da sede social do Jockey Club, na Rua Boa Vista, região central, e pelo Lia Giorno, no Shopping Jardim Sul. Mãe e filha, a dupla já organizou eventos no mosteiro e encomendou doces para ocasiões especiais, como o bolo Laetare, o preferido de Lia. “Quer ir para o céu? Então, é lá”, brinca. Nesta primeira edição, deverão integrar o cardápio salmão marinado acompanhado de creme azedo, guacamole e crostinis; palmito pupunha assado com manteiga de ervas; terrine de berinjela, mascarpone e tomate seco; e terrine de ovos com ovas de capelim. Haverá ainda massas, pães, queijos, saladas e uma grande mesa de doces. Durante o banquete, os convidados podem adquirir ou apenas apreciar obras de arte sacra expostas no salão — entre elas, segundo o irmão João Baptista, esculturas barrocas do século XVII. O brunch tem início às 12 horas, após a missa das 10, em que os monges entoam cantos gregorianos acompanhados por um órgão. A cerimônia acontece na igreja do mosteiro, chamada Nossa Senhora da Assunção, embora muitos se refiram erroneamente a ela como Igreja de São Bento. 

A ordem estabeleceu-se em São Paulo em 1598, quando só havia jesuítas e carmelitas, no mesmo lugar onde permanece. Da construção original, porém, não sobrou nada, já que após décadas de abandono foi preciso realizar uma série de reformas. No fim do século XIX, após o imperador dom Pedro II proibir que ordens eclesiásticas recebessem novos noviços, o mosteiro chegou a ter um único monge residente, e o espaço foi invadido por famílias pobres, deteriorando-se. Beneditinos enviados da Alemanha aportaram na cidade para recuperar as instalações, e o edifício, tal como o conhecemos, foi concluído em 1914. Dos tempos remotos, foram preservadas raridades como o exemplar de uma Bíblia de 1496, tesouro da biblioteca a que apenas os monges têm acesso. Pesquisadores e alunos podem consultar o acervo, forte em obras de história, em salas separadas e mediante aprovação dos religiosos. 

Jornal da Tarde – 2010

Mosteiro de São Bento retoma Brunch – Silvia Song 

O Mosteiro de São Bento, no centro de São Paulo, voltar a realizar seu tradicional brunch de domingo. O evento estava suspenso havia sete meses. Na manhã deste domingo, 27, cerca de 80 convidados participaram da retomada do café da manhã com os monges beneditinos. 

Duas mudanças marcam o retorno do brunch. A refeição passará a ser organizada  sempre no último fim de semana do mês a partir de agosto, dia 29. 

Para dar início à festividade, curiosos, convidados do evento e monges se reuniram no teatro do Mosteiro para assistir a um coral. Os cânticos duraram 30 minutos e, ao fim do espetáculo, todos aplaudiram de pé e seguiram os cantores até um corredor no qual se viam várias obras de arte. 

Eram réplicas de santos e anjos, alguns envoltos por um bordado branco, que estavam à venda. No fim do corredor, um homem tocando violino indicava o destino: um grande salão com oito mesas decoradas com velas e flores. Na sacada, além de um bar, buffet de salada, pratos quentes e doces. A refeição foi embalada por música instrumental, ora violino, ora saxofone. 

Participar do evento emocionou o arquiteto João Carlos Cauduro, de 65 anos. Ex-aluno do Colégio São Bento, ele elogiou a preservação da cultura, enquanto analisava as obras sacras disponíveis para compra. 

As tradições do São Bento também atraem a advogada Verbena Neves, de 55 anos. Ela frequenta o Mosteiro há 15 anos. Segundo ela, seu amor pela ordem beneditina é tão grande que já contagiou sua sobrinha, a estudante de enfermagem Letícia Fernandes, de 19 anos. 

“Sou católica, frequento alguns eventos do Mosteiro e tenho orgulho de ver que eles cumprem o que dizem. Aqui, os visitantes são sempre tratados com grande respeito e admiração, como se fossem Jesus Cristo”, conclui.  

Folha de São Paulo – 2007

Por R$ 99, mosteiro de São Bento oferece brunch após missa 

O mosteiro de São Bento, famoso por fabricar pães e bolos, vai investir em uma nova área da gastronomia: a partir do próximo domingo, quem quiser poderá tomar um brunch (um café da manhã que, de tão reforçado, é quase um almoço) no refeitório do lugar, que fica no centro de São Paulo. 

Praticar o pecado da gula no mosteiro terá um preço: R$ 99 por pessoa, incluídos comida, bebida (que vai de cafés a espumantes) .  

Essa é a primeira vez que o refeitório do local será aberto ao público, e só 120 pessoas podem participar da comilança, das 11h às 13h. Os ingressos começam a ser vendidos às 12h de sábado, no mosteiro. 

No cardápio, de influência contemporânea, queijo brie com massa crocante e mel de manjericão e ovos mexidos com salmão defumado, entre outras delícias. 

“A gente quer que as pessoas venham da missa e possam ficar mais tempo com a gente”, afirma dom Bento Gartner, um dos responsáveis pelo brunch. No mosteiro, a missa começa às 10h. 

Se a experiência do brunch for bem-sucedida, o mosteiro pretende começar a fazer também um café da tarde. 

G1 – Roney Domingos – 2007

Convidados para brunch querem que mosteiro de São Bento amplie visita 

A cada mês, um chef de cozinha prepara café da manhã para visitantes a R$ 99.

O Mosteiro de São Bento, no Centro de São Paulo, realizou neste domingo (16) o segundo café da manhã especial que passou a oferecer todos os meses. O cardápio foi preparado pela chef Sílvia Silvieri. A chance de conhecer o mosteiro e tomar o café da manhã com os 42 monges atraiu 150 pessoas que pagaram R$ 99 cada pela oportunidade. 

Os convites para o brunch são oferecidos como presente a mães e avós. O dinheiro arrecadado vai para a Futurong, uma entidade que ajuda 150 crianças pobres que moram em Parelheiros, na Zona Sul de São Paulo. Depois de assistir à missa dominical, os convidados são recebidos pelo monge Dom Bento Gardner, que conta a história do mosteiro e o cotidiano dos monges que ali vivem.  

“Eles perguntam o que os monges fazem durante o dia, quantas horas por dia ficam acordados, quais os principais trabalhos e principalmente sobre a clausura, por que não podem entrar”, diz Gartner. 

Rotina

Ele explica que um monge acorda às 5h05 e divide seu dia em três partes: oito horas para trabalho, oito para oração e oito para sono. O trabalho é sempre ligado às atividades simples do cotidiano, como cuidar da manutenção do prédio, até as mais sofisticadas, como participar das atividades culturais, cuidar das finanças, etc. A pergunta sobre por que os leigos não podem conhecer a clausura exige certo esforço diplomático: “É a nossa casa. Se cada um de nós levar uma pessoa vira festa”, afirma.  

Os convidados para o brunch dos monges devem primeiro assistir à missa porque segundo Gartner a atividade tem, também, um cunho espiritual. No entanto, a atividade não é obrigatória. Após a celebração,  Gartner recebe os convidados em um amplo salão lotado de cadeiras de estofado vermelho. Após meia hora de apresentação, perguntas e respostas, todos são conduzidos pelos corredores internos do mosteiro até a ampla sala onde o brunch é servido. Não é possível conhecer mais do que os corredores internos. O acesso à clausura, como já foi explicado, é proibido.  

Os monges contam que o prédio construído em 1903 deverá ganhar em breve um anexo onde será construído um museu com os objetos que o Papa Bento XVI usou quando veio ao Brasil em junho passado. O Sumo Pontífice ficou hospedado no Mosteiro de São Bento durante toda sua estada em São Paulo. A casa anexa ao mosteiro que está sendo reformada também é inacessível ao público.  

O público gostou da oportunidade de entrar no mosteiro. Malu Scotti levou o pai dela, Francisco Miguel Scotti, de 86 anos, para o brunch. Ele gostou da experiência: “Foi muito bom, foi uma ótima experiência, inesquecível. Sempre assisti missas aqui aos domingos. Isso inspira uma certa espiritualidade.” Para Malu, os monges inauguram um novo ponto turístico em São Paulo. “Pena que a gente não pode ver por dentro, nem os aposentos do Papa.”  

Malu não é a única a querer mais acesso às áreas internas do mosteiro. “Ficamos curiosos em conhecer por dentro. Esperávamos um pouco mais do que apenas um bom almoço. Queríamos conhecer a arquitetura e ficamos com a impressão de que não tivemos mais do que uma visita guiada”, disse o psicanalista Juarez Costa, de 52 anos. A mulher dele, a terapeuta Cláudia César, de 50 anos, concorda: “Minha fantasia era entrar no mundo do mosteiro, mas gostei, o ambiente é acolhedor.” 

28 Respostas to “Brunch”

  1. Valeria Says:

    Vou sempre a missa de domingo na igreja de são bento e não tinha conhecimento do brunch , gostaria de ser avisada assim que tiver a data do proximo evento.Quero participar.

    Obrigado

  2. Regina Says:

    Tentei vários contatos para reservar o brunch.Ficaram de me retornar via e-mail e nada.Liguei 1 semana após e fui informada que já não há mais lugares, perguntei como fazer a reserva para Fevereiro e a moça não soube me informar. Acho que estão atrapalhados ainda.


    1. Querida Regina,

      O Brunch do Mosteiro tem atraido muitas pessoas. Não é fácil atender a todos. O Brunch que ocorrerá em Janeiro de 2011 não tem mais vaga. e olha que ainda faltam 2 meses. Para Fevereiro de 2011 já vendemos 59 convites, sem ainda ter uma data definida. Foi por isso que a senhora ainda não teve uma resposta satisfatória.
      Agradeço por deixar seu comentário e garanto que em breve nosso pessoal entrará em contato para dar-lhe as respostas devidas.

      Em São Bento,

      Ir. João Baptista, OSB

  3. Marcella Simoes Says:

    Boa Tarde.
    Como posso reservar o brunch para fevereiro 2011?
    Obrigada.
    Marcella


    1. Olá Marcella!

      Para reservar uma vaga no brunch de Fevereiro vc terá que entrar em contato com Multipla Eventos
      (11) 2440-7837 Falar com Silvia.

      Mas seja rápida. as vagas estão se esgotando.

      Ir. João Baptista, OSB

  4. Elizabete Gonçalves de Oliveira Says:

    Olá bom dia Ir. Joao Batista
    Gostaria muito de ir ao branch, mas já não tem vaga para fevereiro, como sugestão pensem em abrir duas vezes ao mes. Sei que administrar isso é complicado, e também atrai um publico diferenciado, publico este que não necessariamente pertence a igreja católica. Juntar uma boa mesa e oração é sempre bem vindo, antes de abrir mais datas seria importante pensar que publico querem alcançar para não misturar as coisas. Tudo bem administrado trará bons frutos ao reino de Deus, a iniciativa é maravilhosa , parabéns.Fiquem com Deus
    Elizabete

  5. Gustavo de Ipanema Pompeu Says:

    Gostaria de Saber o Fax para confirmação do Depósito.

    Agradeço desde já,

    Gustavo de Ipanema Pompeu


  6. Caro sr. Sou ex aluno do colégio de São Bento,e coincidentemente administro uma página no facebook,e muitos gostariam realizar um evento fechado ;pois gostaríamos de retornar ao berço acadêmico.E nada melhor que um Brunch,pós missa e conversas como nossos queridos monges.Aliás muitos deles da minha época se foram(D.Beda,D.Anselmo.D.Bernardo)”in memoriam”…grato..Kiyoshi Agena


    1. Caro Sr Kiyoshi Agena,

      Para saber mais sobre o brunch ligar no tel: (11) 2440-7837 / 7810-0002

  7. Sidney Says:

    Peço-lhe informações de quando terá o próximo brunch.


    1. Olá Sidney!

      Como consta no post, o brunch acontece sempre no último domingo de cada mês.

  8. kazukonakazawa gusmao dos santos Says:

    queridos amigos
    gostaria de marcar 08 lugares para o dia 31 de julho de 2011 uma vez que maio e junho ja estao lotados e saber o valor de cada pessoa e o que é servido de bebida, se incluida ou não e se possivel comprar as guloseimas do mosteiro ai mesmo?
    beijos Deus os abençoe muito e sempree
    Kazuko e turma


    1. Prezado Kazukonakazawa,

      Favor seguir a indicação de reservas via telefone. As reservas são feitas apenas por telefone pela Multipla Eventos, como indica o site.

      PARA ADQUIRIR OS INGRESSOS:

      Multipla Eventos – (11) 2440-7837

  9. Maria do Carmo Montezuma Says:

    Estamos formando um grupo daqui de Fortaleza-Ce, para irmos ao Brunch do ultimo domingo de setembro,26.09.
    Como precisamos adquirir as passagens,solicitamos a excepcionalidade de reservarmos com antecedencia, 06 lugares.
    Sera que o Irmao nao poderia intervir na multipla eventos e abrir esta excecao,ja que, ainda nao estao abertas as reservas para o mes de setembro.


    1. Prezada Maria do Carmo,

      Todas as reservas são feitas diretamente com a multipla eventos pelo tel. (11) 2440-7837

      Informo que nossa lista de espera já consta de mais de 2.000 (dois mil nomes). Há pessoas de todos os Estados do Brasil, e de países como, França, Inglaterra, EUA, Itália, México, Singapura, Austrália e Rússia.
      Também o Governador do Estado de São Paulo está na lista de espera.

      Continue tentando.

  10. Luciana Says:

    Estou programando uma viagem para SP em dezembro e gostaria muito de participar de brunch, mas gostaria de saber se em dezembro o evento acontece também no último final de semana do mês, mesmo sendo o último domingo dia 25/12. Obrigada. Aguardo retorno.


    1. Olá Luciana!

      O Brunch de Dezembro não acontecerá no último Domingo deste mês. ainda não temos a data definida.

  11. Adalberto Says:

    Bom dia. Pelos últimos relatos parece que esse brunch é realmente um sucesso. Fico feliz por vocês terem conseguido atrair tanta gente para um único evento, ainda mais se ele também levar as pessoas à Igreja. Infelizmente porém, a quantidade de missas nestes dias não aumentou e isso tem feito com que a missa das 10h fique superlotada, além da capacidade do local.Somado a isso, deve-se ter cuidado com a questão de segurança e emergências.
    Ficam então as sugestões: para que nestes dias, haja mais uma missa, próximo ao horário de início do brunch; para que capacidade máxima da igreja seja respeitada (tal como ocorre em qualquer evento em local fechado) e; para que os participantes do brunch que queiram assistir a missa, sejam informados sobre a seriedade desta, respeitando aos que vão lá para rezar, permanecendo em silêncio durante o culto.
    Acredito que objetivo do brunch, além de financeiro, seria o de atrair as pessoas à Igreja e não afastá-las como infelizmente hoje ainda ocorre, portanto espero que as sugestões sejam levadas em consideração.


    1. Prezado Adalberto,

      Obrigado pelas sugestões!

      Em nossa igreja temos 3 missas dominicais alternadas com as orações do ofício divino – num total de 7 momentos de oração. Em todos estes momentos há canto gregoriano e em alguns a utilização do órgão.
      Sobre os participantes do Brunch na missa das 10h – a principal -, todos são convidados a participar, mas apenas 40% confirmam presença. Portanto, o aumento é de apenas 50 pessoas, considerado um aumento mínimo em comparação com o público de 1.000 pessoas por missa dominical. Entendo, porém que cerca de 50 pessoas a mais causa uma perceptível diferença.

      quanto às questões de segurança e capacidade, estamos de acordo com todas as normas exigidas.

      Mais uma vez agradeço as sugestões e apresentarei aos meus superiores para que possamos sempre melhorar nosso atendimento.

      Alegremo-nos com todos que chegam em nosso mosteiro. Caso estes não consigam acompanhar com um comportamento adequado, ajude-nos a educá-lo.

      Em São Bento,

      Ir. João Baptista, OSB

  12. Rosa CCF Says:

    Por favor,
    Gostaria de adquirir ingressos para o brunch mas o número de telefone indicado (2440-7837), por alguma razão, está incorreto (é o número de uma pessoa física sem qualquer relação com a Multipla Eventos). Por favor, se possível, seria possível indicar uma outra forma de contato, como outro número de telefone e e-mail. Obrigada


    1. Prezada Rosa,
      Ao recebermos seu comunicado fomos verificar o que estava acontecendo. Nossa ligação foi atendida normalmente. Não sabemos o que aconteceu que vc não conseguiu.
      Favor verificar se discou certo.
      O contato é feito apenas por este número. Não respondemos e-mails.


  13. Em janeira terá apenas 1 brunch ou 2? Ainda tem vagas?


    1. Prezada Ana Paula,

      Em Janeiro teremos apenas 1 brunch. Os ingressos ainda não estão sendo vendidos.
      Fique atenta!

  14. Luciana Says:

    Gostaria de saber se já tem data para o Brunch de dezembro


    1. Prezada Luciana,
      O brunch de Dezembro ainda não tem data. Logo informaremos.

  15. Daniele Says:

    muito bom

  16. Daniele Says:

    Somos de Natal e vamos estar no dia 29/04..último domingo de abril e gostaria de saber se terá o brunch e se tem vagas? …eu, meu esposo e meu filho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 56 outros seguidores